Otorrinopediatrica

Respiração oral

Respirar pela boca, é normal?

Respirar pela boca  não deve ser considerada uma alternativa e sim um sinal de que algo vai mal na respiração.

A respiração oral instala-se geralmente frente a um processo obstrutivo do nariz, que pode ser momentâneo e a criança acaba mantendo a postura de boca aberta por hábito ou uma obstrução nasal crônica.

Esta situação deve sempre ser investigada por um médico que irá determinar qual a causa desta obstrução e determinar o melhor tratamento. As condições mais comuns em crianças pré-escolares é o aumento da adenoide, popularmente conhecida como “carne esponjosa do nariz” e/ou das amígdalas, rinites, rinossinusites e raramente desvios do septo, e outras.

O fato de respirar pela boca apresenta uma série de repercussões como: infecções das vias aéreas superiores (ouvido, nariz e garganta) de repetição,  distúrbios do sono, inclusive apneia do sono (sono e respiração)  e  influencias sobre o crescimento dos dentes e da face. Estes últimos comumente associados a distúrbios funcionais como deglutição atípica, distúrbios de mastigação e até problemas na fala.

Crianças de face mais longa e estreita estão mais predispostas a estas influências da respiração oral/ obstrução nasal que podem levar a uma projeção dos incisivos superiores, mordida aberta, mordida cruzada e mandíbula mais posicionada para trás.

O tratamento da causa da obstrução nasal é obrigatório e na maioria das vezes estes pacientes necessitarão, ainda,  de tratamento ortodôntico e fonoaudiológico.

GN1
Copyright © 2017 - Fundação Otorrinolaringologia - All rights reserved